Dora e Samara

MINHA HISTÓRIA NO VIVO AFRO

Era uma vez guria que sempre gostou de observar as pessoas e seus comportamentos, por conta desta curiosidade ela passou  a estudar temas relacionados ao comportamento humano e comunicação. De tanto estudar começou a dar palestras e aulas com objetivo de inspirar as pessoas a desenvolverem as competência emocionais para ter harmonia entre vida profissional e pessoal.

Um certo dia esta guria adotou uma menina negra e isto despertou nela o interesse para entender melhor o preconceito racial, pois ela cresceu em uma família muito pobre e isto fez com que ela experimentasse outros tipos de preconceitos.

Um certo dia ela viu uma matéria na intranet da empresa sobre os grupos de Diversidade e se interessou em participar. No principio ela se assustou com as falas, pois não condiziam com a sua realidade gerando desconforto, mas decidiu continuar.

Ao refletir sobre as histórias daquelas pessoas entendi que é muito difícil tratar este tema porque inevitavelmente vamos precisar discutir sobre conceitos do que é ser pobre, do que é ser negro, o que é o preconceito etc. E é ai que os conflitos começam pois usamos nossas experiências como verdade absoluta para justificar nosso ponto de vista e esquecemos a empatia.

O maior tesouro das relações humanas é aprender com o outro, para isto você precisa ouvir na essência, entender o contexto e aceitar a verdade do outro para evitar o julgamento.

Entendi que ninguém tem o direito de falar que uma história que não é sua trata-se de “mi..mi..mi..”, pois cada  localidade e/ou grupo social tem um jeito de lidar com os diversos temas. Então a menos que você seja onipresente será impossível saber o que significa ser negro, pobre etc. em todos os lugares do mundo, logo seu julgamento pode ser extremamente falho.

Ao ouvir uma história é preciso entender que o outro espera ser acolhido e não julgado.

Gratidão Vivo Afro, por toda esta vivência, vocês fazem de mim uma pessoa melhor.  

BCA

O poder de ficar calado

Não seja aquela pessoa que escolhe falar demais, opinar sem necessidade, criticar sem ajudar, falar mal do outro e fofocar sem fazer empatia. Ao fazer isto você está dando um recado para que os outros não confiem em você, além de demonstrar um certo descontrole, ou seja, fica difícil construir pontes.

Seja esperto, ocupe seu tempo e do outro com temas construtivos ou alegres.

Nunca fale dos seus problemas com foco em atrair a piedade alheia, se sua intenção é resolver escolha a pessoa certa e compartilhe, caso contrário seja empático e pense que o outro não merece perder seu tempo e energia.

Uma pessoa que não consegue controlar o que fala demonstra incapacidade de controlar o próprio pensamento, logo não é “dono de si”.

Ouvir e refletir antes de falar nos dá a oportunidade de se expressar melhor, além do que evita o stress e discussões sem sentido.

WE

Cuide das suas escolhas e torça para o outro também acertar!

Frequentemente me pego pensando sobre o quanto a falta do pensamento sistêmico (visão do todo), traz para sociedade sentimentos de ódio e perseguição impactando diretamente na harmonia e na qualidade de vida.

As redes sociais fazem aflorar opiniões diversas sobre o mesmo tema, traz ditaduras sobre padrões a serem seguidos e consequentemente são muitos por ai, gritando suas verdades.

Boa parte deste comportamento faz parte da natureza humana, pois precisamos de argumentos para justificar nossas escolhas, porém não deve ter relação com  as escolhas do outro. Precisamos refletir racionalmente.

Leia mais

Be_diferent

A humildade que agrega

Humildade: virtude caracterizada pela consciência das próprias limitações; modéstia, simplicidade.

É comum a humildade ser atribuída a comportamentos que não tem relação com seu significado.Ser humilde não deve ser relacionado com o valor das coisas que você tem e/ou deseja ter, sendo assim, não tenha medo de ter o que deseja e merece.

Pratique a humildade que agrega valor, observando os acontecimentos e aprendendo com eles, através da empatia. Se você tem a consciência de que o mesmo pode acontecer contigo e não deseja que aconteça, comece a agir fazendo escolhas diferentes.

Exemplos:

Leia mais

Paciência

Ignore o julgamento, saiba esperar..

Ao sermos  julgados nossa reação é entrar na defensiva e ter comportamentos como iniciar uma discussão, uma briga ou procurar manter distância de quem nos julgou, mas onde isto tudo está nos leva? É saudável viver assim?

Constantemente eu vejo as pessoas perdendo oportunidade de criar pontes, simplesmente por não saber praticar a empatia e dar um tempo para o outro amadurecer a ideia.

Eu sempre me pergunto..

  • Será que tudo que não gosto de ouvir  é realmente um julgamento?
  • Será que a pessoa se posicionou porque não tem conhecimento do tema?
  • Será que eu estou me defendendo porque a pessoa tem razão?
  • Será que estou escolhendo dar a dimensão correta?
  • Será que a pessoa tem medo de lidar com o assunto?
  • Será que a pessoa tem medo que eu sofra com determinada escolha?

Quer conhecer uma experiência minha?

Leia mais

adoção

Sobre adoção

Resolvi escrever este texto, pois a adoção é algo que faz parte dos meus sonhos desde sempre e aqueles que acompanham esta jornada questionam por que decidi adotar e por que demora tanto?

A decisão de adotar existe no meu coração desde sempre não sei explicar. Durante esta jornada Deus me presenteou com uma filha biológica e a minha relação com ela fortaleceu a minha crença que o vínculo é mais forte que o sangue. A prova disto é que ao longo da vida podemos ter amigos irmãos e irmãos amigos.

Leia mais